Do que você tem mais medo?

Escrevi um post enorme pra dizer o que vem à muito tempo me afligindo, mas não consegui expressar com as palavras certas.

Meu maior medo e deixar de acreditar nas pessoas, de ter que admitir que todos são maus até que se prove o contrário, que as coisas já não são como eram na nossa infância.

As pessoas ficaram amargas, mal-amadas, interesseiras. Já não se vê mais tantos sorrisos espontâneos, palavras compreensivas. Poucos se importam como você está.

O destino está me levando a acreditar que a maldade predomina. Gostaria de poder ainda ver “o mundo com os olhos de uma criança, que só quer brincar e não tanta ‘responsa’, mas a vida cobra sério e realmente não dá pra fugir” (Charlia Brown Jr. – Lugar ao Sol)

Passar por esta fase é doloroso, mas eu ainda acredito.

Anúncios
Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Pra quem leu o último post…

A vida bandida era mais ou menos assim. Falta a rede, a isca de pirarucu, o bolinho de piracui, a coca-cola em garrafa de 290ml e a sombra de alguma árvore.

Só em julho agora (eu acho).

Ou quando o destino permitir.

Bjubju.

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

Pra quem acho que o blog morreu…

… cá estou eu pra provar o contrário!

Aew aew aewww meu povo. Olha quem tá de volta!

Meu destino ainda está me aprontando poucas e boas. Ultimamente ele andou caprichando, mas não tanto para o lado bom. Sabe aquela história de que, se algo ruim está acontecendo agora, é porque vai acontecer algo bem melhor pra pessoa no futuro? Tem que perder um pouco para depois ganhar muito mais. Pois eu acredito nisso. Flórida só é quando você está passando pela fase ruim.

Desde que voltei de Portugal, não andei fazendo muitas coisas interessantes. Minha vida se resumiu em preencher parte do meu tempo dando aulas de inglês e a outra parte mantendo na ociosidade e pensando num plano mirabolante de voltar pra Coimbra. (lol)

Eeeee vidão, né? humpf…

Mas ai passou por mim a leve ilusão de que tinha chegado a hora boa do destino. Passagem comprada para passar Natal, Ano Novo e o mês de janeiro todo na cidade de Santarém do meu coração, mais precisamente no Caribe brasileiro, chamado Alter do Chão, conhecem? Check it out.

Ok…e eu fui! Toalha, biquini, bronzeador…tudo pronto. Depois de dois dias intermináveis dentro de um barco rumo a Santa City, eu estava neste lugar (sim, eu tive que ir de barco…tudo muito lindo, tudo muito belo, mas 50 minutos de avião são mais práticos, então não deixem para comprar passagens aéreas em cima da hora. Correm o risco de não haver mais vagas).

Beleza, agora vou ficar que nem um camarão. Torrar até dizer chega.

Ahhhh meus caros. Ledo engano o meu. Com menos de uma semana que estava na minha cidade recebi uma ligação que me fez pegar o avião em questão de horas e estar de volta em solo amazonense no dia 31 de dezembro de 2010. Relaxem, nenhum caso de vida ou morte, só probleminhas a serem resolvidos.

Bem, e o que acontece com alguém que chega 31 de dezembro numa cidade em que nunca passou o Ano Novo, com amigos todos namorando e sem um puto de crédito no cel? Alguém consegue advinhar o que acontece? Vale destacar que a família dessa pessoa toda mora em outra cidade. Não sei se conseguiram advinhar, mas, sim…eu passei o Ano Novo em casa…dormindo. Malditos fogos de artifícios que me acordaram meia noite.

Agora que os problemas estão resolvidos (#not), a questão é: voltar ou não pra Santarém?

Pros: estarei com minha família, na praia pegando um bronze e curtindo as amigas;

Contras: a passagem tá carééésima (e eu não volto de barco), não farei nada de útil e estarei mais ociosa do que nunca, gastando dinheiro e não ganhando nada por não estar trabalhando.

Será que eu inicio uma votação? O que vocês acham? Lol! Coloquei meu destino na mão de vocês. Hehehe…brincadeirinha.

Vou é ficar por aqui e fazer como meu irmão Raphael: ganhar dinheiro, money, bufunfa, faz-me-rir, capilé…as contas tão aí e se eu não aproveitei o suficiente em uma semana, leseira a minha. Talvez depois disso venha a parte boa, não? xD

Beijos e comentem.

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Cá estou eu

Olááá minha gente!! Postando do Brasil novamente. Cá estou eu de volta!! Desculpem por mais uma vez demorar a escrever. Já tem mais de três semanas que eu estou aqui, e agora que, na verdade, deu pra eu escrever alguma coisa. Essa demora foi devida a diversos fatores: primeiro porque eu ainda estava sem meu computador (longa história), sem internet, sem carro, estava voltando a minha rotina (ainda estou), acabei me candidatando a vaga de diretora do time de intercâmbio para estudantes da AIESEC, enfim…muitas outras coisas que não valem a pena comentar aqui senão o post fica chato.

O importante é: TÔ DE VOLTA!!!

Ainda não sei se isso é bom ou ruim. Voltar pra rotina depois de uma viagem muito louca, muito divertida, muito cheia de experiências e aventuras não é fácil. Sabe quando você se diverte muito numa noite ou no fim de semana e depois quando tudo acaba, você sente um vazio dentro de si? Pois é…é assim que eu ando me sentindo, só que eu não passei uma noite ou um fim de semana fora. Eu passei mais de dois meses fora, então estou preenchendo esse vazio aos poucos.

É difícil voltar e ver que a realidade é outra, que você tem que voltar as suas velhas atividades, que você já não consegue acompanhar uma conversa com os amigos porque não sabe o que se passou. E você olha pra um lado e para o outro a espera que alguém te ponha em órbita novamente, mas são pouquíssimas pessoas que entendem, mas não adianta… “quem saberá a cura do meu coração, se não eu?”.

Bem, mas é assim mesmo. Nada que o tempo não resolva, né?! Já estou bem melhor do que cheguei. Estou com meu computador, continuo sem internet (postando sempre de onde tem rede), continuo sem carro (ai ai minha vida de busão), volto a dar aulas logo e, infelizmente não ganhei a eleição da AIESEC (‘tentar prever serviu pra eu me enganar’).

Acho que se eu repetir várias vezes pra mim que é assim que as coisas são, eu passe a acreditar. Tenho que me convencer.

É assim mesmo que as coisas são?

Beijos =*

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

XP chegando ao fim

Olá a todos e todas xD Bom dia, boa tarde e boa noite.

Estou feliz em poder escrever mais um post! Tomei vergonha na cara e resolvi chegar mais cedo no trabalho para fazer isso. Para que vocês não tenham que passar por isso (chegar mais cedo no trabalho) quando estiverem num intercâmbio ou numa viagem por aí, conselho de amiga: Nunca deixem de carregar com vocês seus notebook, laptop, portátil ou seja lá como chamarem. Do contrário, acabarão atrasando a leitura de e-mails (já tenho 299 só da AIESEC pra ler e responder =S ), demorarão a fazer os trabalhos que têm para serem feitos em casa, não poderão estar sempre em contato com amigos e família e, o pior de todos, terão que ficar sempre enchendo o saco de alguém para usar o computador alheio (altas chances de se perder um amigo se este não tiver muita paciência hehehehe).

Devidamente justificada pela minha ausência (espero que me perdoem por isso), venho agora dizer que, infelizmente ou não, meu intercâmbio está chegando ao fim. Amanhã completo 2 meses que estou em Portugal, um país cheio de história e cultura em que eu pude vivenciar muitos momentos bons, conhecer muitas pessoas (sempre digo isso, né?) e, o mais importante e motivo que eu vim pra cá, poder trabalhar num projeto feito para impactar a vida de muitas pessoas, pelo menos a nível de Coimbra, e uma vidinha brasileira – a minha.

Na intenção de mostrar para a população de Coimbra do que se tratava os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, estamos a realizar uma série de atividades, tais como um Ciclo de Cinema, Conferência, Exposição, entre outras.

Neste projeto, fui responsável por angariar patrocínios, estabelecer contatos com parceiros e escolas, fazer parte de reuniões, convidar pessoas a fazerem parte dos debates, organizar os voluntários, criar base de dados das pessoas envolvidas, recolher assinaturas para manifestos, e muitas muitas muuuitas outras coisas mais. Foi um experience completa, uma fuc**ng experience!

Mas uma imagem vale mais do que mil palavras, né?

Formação dos voluntários

Conferência de Imprensa

Recolhimento de assinatura para manifesto no Show do U2

Ainda recolhendo assinatura para a Anistia Internacional (Ipad na mão ... hehehe)

E uma minha levando a AIESEC para o show

Ciclo de Cinema

Documentário Cinema de Bairro

Debate após filme do Ciclo de Cinema (tá...quase ninguém ficou mesmo)

Feira de Comércio Justo

Marcha Branca Contra a Pobreza

Exposição Vencer os Medos

Bem…isso é são só algumas fotos e o mínimo que eu posso mostrar pra vocês. Mínimo mesmo, porque eu já bati para mais de 2.500 fotos. Sério! Tenho que marcar uma sessão e mostrar para todos os amigos e afins.

Estou num misto de emoções agora. Saudade de casa, da família, dos amigos, mas também com uma dorzinha no coração por ter que deixar pra trás tudo de maravilhoso que eu vivi aqui.

Prometo montar uma apresentação com vídeos e fotos. Quem quiser dar uma olhada quando tiver pronto, comenta aí e manda um e-mail. Vai demorar um pouco, afinal são muitas fotos e muitos vídeos, mas será uma honra dividi-los com vocês.

Devo escrever alguma coisa antes de chegar ao Brasil, mas caso não consiga…bem, se caso eu não consiga, fazer o que, né?! hahaha… Vejo vocês no Brasil.

Beeeeeeijos a todos!

 

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

Por onde andei…

Desvantagens de passar duas semanas sem escrever: muito a falar e não saber por onde começar. Mas vamos nessa, my people!!

Encontro-me em terra portuguesa há 1 mês e 2 semanas tendo umas das experiências mais fodásticas da minha vida (desculpem-me pela expressão), se não for “A” experiência mais fodástica! Acredito que uma outra oportunidade que supere essa vai demorar muito, isso se vier, porque não é qualquer uma que poderá barrar.

(Deixa de exagero, Natalia!! Mas o porquê de tudo isso?)

Gente, parece ser exagero, mas aparentemente tudo está a converter à minha felicidade.

Quando decidi vir a Coimbra, não sabia que expectativas criar, pois desde sempre eu havia sonhado em ir a um país que tinha como língua oficial o inglês para poder praticar o idioma que eu havia estudado por tantos anos. Acabei fixando a ideia em ir ao Canadá porque, além de falar inglês, ainda teria a oportunidade de aprender francês.

Mas eis que surge a oportunidade de vir a Portugal, um país que fala a mesma língua que eu. Mas e aí? Muito perguntaram: “Ô Natalia, eles falam português também, o que você vai fazer lá?” E quando eu já tinha certeza que inglês ia passar beeeem longe de mim, só lá para as bandas da Inglaterra, a primeira oportunidade aparece: a outra estagiária da AIESEC que veio para Coimbra era da Sérvia e só tinha um jeito de conversar com ela – falando inglês. Como ela é minha roommate, é acordar e dormir falando inglês.

Natasha e Natalia

E quando eu achava que ia parar por aí, eis que eu conheço alemães, franceses, espanhóis, argentinos, belgas, holandeses, ingleses, italianos, eslovacos, búlgaros, romenos, gregos, lituanos, pessoas da letônia (tá, não sei como se chamam…hehehe), suecos, polacos, checoslovacos, turcos, austríacos, finlandeses…e assim por diante.

Ah! Vocês devem tá achando que viajei a Europa toda, né?! Que naaada. Tudo isso foi sem sair de Coimbra, uma cidade com cerca de 200mil habitantes, dos quais por volta de 40mil são estudantes. É viver o que a AIESEC procura proporcionar de uma só vez.

Além de conhecer pessoas maravilhosas, culturas diferentes, estar a trabalhar num projeto maravilhoso, como eu disse há uns dois posts, tive O momento da minha vida.

Como? Bem, a plataforma ODM na Cidade onde trabalho tem parceria com a Anistia Internacional, a qual o Bono Vox faz parte e, como aconteceu o show do U2 no último fim de semana aqui, eis que surgiram umas entradas de borla, a pala (hehehe…find out, brasileiros) para algumas pessoas, e quem é a bonitona escolhida? Meeee, myseeelllff and III!!!

Mas não se dêem por satisfeitos…não não não!!! Aléééém da bonitona aqui ser escolhida pra entrar, eis que rola um sorteiozinho para….TCHAN TCHAN TCHAN TCHAAAANNN…subiiirrrr ao palco….e quem é que ganha nooooovamente???

MIIIINHAAA PESSOOAA!!!!

Meu povo e minha pova! A garotona aqui entrou no show do U2 de graça e ainda subiu ao palco para fazer parte de uma coreografia da música Walk On. Subi pela Anistia Internacional com mais umas 20 pessoas e ficamos de frente para o público ao redor do palco. Imaginem a sensação de estar de frente para mais de 30 mil pessoas. LOUCURA!

Infelizmente não pude filmar ou bater fotos, mas tenho algumas que tirei durante o show e bastante vídeos que postarei no youtube, depois divulgarei os links.

Se liguem nas fotos.

Sem palavras pra descrever a sensação…

Graças a AIESEC que me trouxe a um projeto grandioso, com dimensão internacional.

Só assim para eu ter momentos como esse.

Beijos e até o próximo post.

x)

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

Dois patinhos na lagoa

Com esse título, as pessoas devem pensar que esse texto ou irá se tratar de um poema, daqueles textos bem melosos, ou, para os mais viciados em jogo, se tratar de Bingo (sabe aqueles de arraial de igreja?). Mas relaaaaaxem…não é nenhum dos dois.

Vou falar de algo bem especial, bem bombante, beeeemmmm lindoooo…

Amanhã, dia 15 de setembro, é….TAN TAN TAN TAAAAANNNNN….

MEU ANIVERSÁÁÁÁÁÁÁRIO!!!!!!

Completarei (infelizmente) 22 aninhos e agora eu acho que eu deverei ser, oficialmente, uma adulta (ou será que eu já era antes? O.o’ ).

Estou longe de casa, longe da família, longe dos melhores amigos pela primeira vez a comemorar uma data muito importante que, sinceramente, deveria ser motivo para feriado mundial. (viixe!!)

Tááá…deixando a palhaçada de lado, gostaria de dizer que vai ser triste não estar perto de quem eu amo, mas estou muito feliz em estar rodeada de pessoas que estão sendo muito atenciosas comigo aqui em Portugal, como os membros da AIESEC, e aqui aproveito para agradecer em especial o Miguel, a Joana, a Filipa e a Gabriella, por me suportarem, por sempre estarem disponíveis para tirar minhas dúvidas e saírem comigo para as festas (e haja festa), mesmo quando estão provas ou quando teem que trabalhar no dia seguinte.

Também tive a sorte de conhecer muitos brasileiros que, na saudade de casa, já ajudam bastante por ter aquele jeitinho que só o nosso povo tem (e que eu to ensinando alguns portugueses a ter, né Miguel?!)

E é claaaro, como uma verdadeira baladeira, curtidora de Play Hard como eu sou, vou começar a comemorar desde hoje meu niiiiver. A todos que estão em Portugal ou nas proximidades, tentarei reunir as amizades que eu já fiz no famoso bar de Erasmus, chamado BIGOOOORRRNA!!!

Tenho certeza que vou me divertir muuuito e agradeço, desde já, quem comparecer. Sintam-se todos convidados e tragam presente…hahahaha (sério!) xD

Vamos curtir até o sol nascer, ir para casa, tomar banho e ir ………… trabalhar (Fooogo!!) O.o Eh! Tenho ainda que trabalhar amanhã. (Aii ressaca)

Beijão a todos.

Saudades.

PS: Amigos que estão longe: Não pensem que, só porque eu estou aqui, vocês não precisam comprar presente (humpf!) Daqui a pouco mais de um mês eu estou de volta e quero receber tudo, viu? hehehehe…. (serve pra minha família também).

Beeeijos

Publicado em Uncategorized | 13 Comentários